Seguidores

quarta-feira, 8 de junho de 2022

Criar Raízes 11ª Edição

Sem comentários:

 Testemunhos, opiniões...

Roberto Machado

A 11ª edição da atividade nacional ambiental "Criar Raízes" como já vem sendo habitual, proporcionou-nos um conjunto de experiências e vivências incríveis no idílico Parque Natural do Alvão, que ficarão para sempre nas nossas memórias. Estamos conscientes que o nosso contributo é pequeno no que diz respeito à plantação, manutenção e limpeza florestal. Existe todo um oceano de trabalho que precisa ser feito, no entanto, estamos certos que são de muitas pequenas gotas que pode nascer esse oceano. E, é esta premissa que não nos deixa esmorecer e que mais uma vez nos fez marcar presença com espírito de serviço. Ao longo destes anos não plantamos apenas raízes na terra, plantamos e criámos, também, raízes de amizade, afeto, companheirismo e entreajuda com todos os participantes desta atividade. Por tudo isto, queremos deixar um agradecimento a todos os envolvidos na organização desta atividade, especialmente ao núcleo Cidade Vila Real pela receção e hospitalidade calorosas, bem como ao ICNF pelo acompanhamento e monitorização nos trabalhos realizados. Esperamos voltar em breve.Uma canhota amiga - Núcleo 61- São João Airão.

José Santos

O Núcleo de Terroso, tem sido uma presença quase constante desde a 4ª edição do “Criar Raízes” com 2 ou 3 elementos. Sendo esta uma atividade de voluntariado ambiental, não poderiam deixar de constar nos diversos programas, desde a limpeza de mata, tanto de objetos estranhos à floresta como de plantas invasoras, plantação de novas árvores tanto na montanha como nas margens dos rios ou nas bermas das estradas. Certamente dos milhares de árvores plantadas nestas atividades, algumas devem ter sobrevivido e estarão frondosas e fortes, tal como as “Raízes“ que foram “Criadas” entre os participantes das várias regiões de norte a sul do país. Como Escuteiros Adultos e Católicos que somos, em todas as edições houve sempre os momentos imprescindíveis para louvar e agradecer ao Criador, que é a Luz que nos aquece e orienta, e seguindo as indicações de BP, trabalhemos para deixar o mundo um pouco melhor.

Avelino Fernandes

O Núcleo de Santa Marinha da Costa, conta já com a 3ª participação nesta Atividade de Voluntariado Ambiental no Parque Natural do Alvão, numa parceria do Núcleo da FNA (Fraternidade de Nuno Álvares) da Cidade de Vila Real com o ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) - Parque do Alvão e com o não menos importante apoio do Departamento Nacional do Ambiente da FNA. Contando a 11ª edição tornou-se numa atividade de referência tanto a nível local como para a FNA a nível nacional, por via das características da região se torna única, como é a Aldeia de Lamas de Olo. Realizando-se em época do ano de temperaturas por vezes agrestes para quem se desloca de regiões mais “litorais”, levando a experiências pouco comuns e por isso a torna cativante e sempre apetecível, razão que motiva ainda mais à participação e que abonam totalmente na continuidade por muitos e profícuos anos. Segundo rezam as crónicas, todos os testemunhos relevam a participação com satisfação, elevando o nível da atividade de tal forma que o tempo terá sido importante para o reforço da ligação institucional com o ICNF. Por isso, atingindo a preponderância de hoje terão sido criadas condições para se implementarem outras atividades similares em áreas da sua jurisdição.

Torna-se assim, de elevada importância o facto de acontecer com a FNA como um útil “braço” de cooperação, a justificar a sua razão de ser na medida em que o Ambiente sempre fez parte da sua ação.

Só nos podemos congratular pela existência das atividades ambientais que se levam a efeito no âmbito da FNA, esta, sendo muito particular até pelo nome “Criar Raízes” tem já enraizado um certo carisma que cativa qualquer participante nos variados trabalhos programados. Replicando isso para outras regiões fará de nós felizes e no caminho certo, rumo ao objetivo proposto pelo nosso fundador com a mensagem “Procurai deixar o mundo um pouco melhor do que o encontraste”.

Susana Veiga

Nos dias 4,5 e 6 de Março, juntamo-nos mais um ano no parque natural do Alvão, para juntos criarmos raízes. Foi uma atividade bastante produtiva a todos os níveis, quer a nível de natureza, quer a nível Social. A organização estava como sempre exemplar. É uma atividade que se deve manter, para assim como BP nos diz, deixarmos o mundo um pouco melhor do que o encontramos.. 

Susana Veiga

João Policarpo

Quando somos convidados a partilhar a nossa opinião sobre uma atividade, não poucas vezes nos vem á ideia o que vivemos nesta atividade neste ano, mas … não conseguimos dissociar o que esta atividade representa e representou ao longo dos já 11 anos que tem de existência.
Não é possível falar do Raízes sem lembrar o como tudo começou, e embora não esteja ligado ao inicio, já relembro 7 participações nesses 11 anos de existência .
Para mim , fica sempre a memória das temperaturas agrestes, da beleza da caminhada na neve , da dureza dos espinhos das hakeas e da beleza e significado que tem a libertação das várias aves que nos deixam sempre felizes e com um sentimento de liberdade ….
O Raízes , não é apenas  uma atividade ambiental , é muito mais do que isso é o despertar de consciências para as realidades do muito que á a fazer no campo ambiental , é também o compreendermos que há outros como nós , capazes de passar frio , caminhar á chuva , trabalhar de uma forma intensa … sem esperar recompensa…
 
O Criar Raízes não é mais uma atividade … É A ATIVIDADE.
E é por isso que em cada ano os que já partilharam essa experiência tornam a querer voltar, o que faz com que esta atividade , seja uma comemoração de VIDA , da vivência REAL do que é o ESCUTISMO nesta nossa versão de Escuteiros Adultos.
Falei da atividade deste ano ?
Peço desculpa , talvez nem o tenha feito … mas tudo o que disse é repetido anualmente com a facilidade de sabermos quem está ao nosso lado , com a satisfação de sentirmos não o frio, mas o calor que nos faz regressar ano após ano junto daqueles que como nós tem um sonho
“deixar o Mundo melhor do que o encontramos “ e isso é cada vez mais importante nas nossa vidas.
 Esquilo - Núcleo Benfica
Região de Lisboa

Criar Raízes 11ª Edição

Sem comentários:

Voluntariado no Parque Natural do Alvão
4,5 e 6 de março de 2022
Por um Mundo Melhor.

Apreciações/Considerações/Avaliações

 * Participantes| Esta 11º edição do Criar Raízes contou com 37 participantes entre escuteiros, familiares e amigos. Regiões representadas: Setúbal, Lisboa, Coimbra, Porto, Braga e Vila Real. Este ano devido à pandemia que ainda atravessamos e por prevenção o número de participantes foi reduzido em cerca de 50%.

* Devolução à Natureza| Como o Criar Raízes também é sensibilização e proteção ambiental, mais uma vez tivemos o privilégio de devolver à natureza uma Águia Cobreira (Circaetus gallicus), ação da responsabilidade do  Centro de Recuperação de Animais Selvagens (CRAS HV UTAD) . Esta ave foi encontrada em Moimenta da Beira com fratura numa das asas, entregue e recuperada no (CRAS HV UTAD), onde passou por um longo período de recuperação este dia , altura em que pode regressar ao habitat natural.

* Ação Técnica| Trabalhos sob orientação e da responsabilidade do Parque Natural do Alvão.

* Pernoita| O contingente esteve em regime de acantonamento na “Casa dos Baldios de Lamas de Olo” e ainda na “Casa da Junta de Lamas de Olo”, espaços gentilmente cedidos pela Associação de Baldios de Lamas de Olo e pela União de Freguesias de Borbela e Lamas de Olo.

* “O Reino Maravilhoso”| Se o Criar Raízes é ambiente, conservação da natureza, biodiversidade, sustentabilidade, responsabilidade, partilha, sensibilização, empenho, e exemplo também é mote para apresentar a “Serra Mágica” do Alvão e  divulgar o nosso património cultural, histórico e gastronómico a todos os nossos Escuteiros Adultos, de Norte a Sul do País! Queremos que sejam verdadeiros embaixadores deste canto do “Reino Maravilhoso”. Assim e com o apoio da Biomater (Empresa de ambiente e conservação da natureza) promovemos uma caminhada ambiental e patrimonial na área de Lamas de Olo - os seus lameiros, bosques e casario. Demos a degustar os nossos cavacórios sem esquecer o nosso vinho fino. Porque somos Escuteiros Católicos participámos na Eucaristia realizada na nossa Sé Catedral, aproveitando os momentos anteriores para um pequeno passeio na nossa Avenida Carvalho Araújo e para a toma de um cafézinho devidamente acompanhado de um covilhete.





















* Encerramento| Como vem sendo hábito concentrámo-nos na sede do Parque Natural do Alvão. Depois de visitarmos as exposições patentes demos início ao encerramento da atividade, um momento de agradecimentos, considerações e entrega de lembranças aos participantes (sempre com uma planta com o objetivo de criar raízes para além do” Reino Maravilhoso”). Momento de intervenção de alguns dos nossos apoiantes nomeadamente a Associação dos Baldios de Lamas de Olo e o Município de Vila Real na pessoa do Sr. Vereador Alexandre Favaios que com as suas palavras motivadoras nos encoraja a continuar com esta iniciativa. Por fim e antes de iniciarmos o regresso a casa e à boa maneira escutista terminámos com a “Canção do Adeus” que nos dá o mote de um dia voltarmos.



* Nota Final | O Criar Raízes é uma atividade realizada em parceria com o ICNF - Parque Natural do Alvão e com com 11 edições realizadas ininterruptamente, tendo participado cerca de 500 pessoas, entre fraternos, escuteiros do CNE, familiares e amigos, dando um forte e reconhecido contributo para a preservação da área protegida do Parque Natural do Alvão. O sucesso e o atingir de objetivos tem sido possível com o apoio da nossa Direção Nacional através do Departamento Nacional de Ambiente e de várias entidades locais sejam privadas ou públicas, que desde já agradecemos. Este ano mais uma vez os objetivos propostos foram atingidos, sendo para nós um motivo de satisfação e regozijo pelo dever cumprido, é assim que cuidamos da nossa casa comum. Em 2023 vamos continuar a Criar Raízes, não pode ser de outra forma, esta é a nossa vontade e afirmação, para tal continuamos a contar com a colaboração e apoio de todos, certos que quem ganha com esta iniciativa é a natureza e o ambiente, por consequência todos nós e o futuro.

Este é o nosso caminho.

…Por Um Mundo Melhor!

FNA - Núcleo Cidade Vila Real (NCVR)





quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Criar Raízes X - 2ªParte

Sem comentários:

Por fim cumpriu-se.

 

Apesar de todas as dificuldades e atribulações causadas pela situação pandêmica que vivemos, conseguimos levar a bom porto a fase final deste Criar Raízes X.

Desde a primeira hora da planificação, sabíamos que nesta edição as datas marcadas estariam sempre condicionadas pelas restrições impostas. De qualquer forma nunca desistimos, procuramos sempre encontrar a solução e o momento certo , e conseguimos!

Foi no passado dia 5 de junho, e que dia! Melhor não poderia ser! Criar Raízes, atividade de voluntariado ambiental no Dia Mundial do Ambiente e ainda integrado no Dia Aberto do Parque Natural do Alvão que comemorava o seu 38º aniversário.

Tudo começou de manhã bem cedo, éramos 11 voluntários, à primeira vista até poderíamos ficar com a sensação de que éramos poucos, mas não! A boa-vontade, o esforço e a determinação dos participantes foi fundamental, cumprimos os objetivos estabelecidos e deixamos o mundo um pouco melhor.

Esta ação consistiu essencialmente no restauro e manutenção do percurso pedestre Agarez/Arnal e ainda na recolha de lixo (que os mais distraídos vão deixando). Pintámos sinais e consertámos placas de madeira e ainda reforçámos o trilho com novos sinais.

O Criar Raízes também é conhecimento e novas aprendizagens. Antes de os trabalhos começarem tivemos uma reflexão e teceram-se considerações sobre o Dia Mundial do Ambiente. Ao fim do dia fomos visitar uma exposição na sede do PNAlvão, sobre plantas aromáticas e medicinais do Alvão. Estes dois momentos foram aprimorados e apresentados brilhantemente pelo Henrique Pereira, que pela sua forma de comunicar e o pelo seu conhecimento das coisas consegue do pouco fazer muito e consequentemente todos nós ficámos mais enriquecidos  e motivados para protegermos a natureza e o ambiente.





O Criar Raízes também é exemplo e compromisso. Exemplo pela ação e compromisso com a Fraternidade Nuno Álvares e o ser Escuteiro Adulto. Neste sentido deixamos uma palavra de apreço aos irmãos Santos (Abel e Zé) do Núcleo do Terroso - Região de Braga e às suas esposas que os acompanharam nesta resposta ao nosso chamado, partilhando connosco o seu esforço e amizade, contribuindo para o sucesso desta atividade, bem hajam.







Por fim informamos que já estamos a preparar o Criar Raízes-11ºEdição.

Porque estamos comprometidos e é nosso dever.

 

BOA CAÇA



quarta-feira, 28 de abril de 2021

Criar Raízes X

Sem comentários:

Voluntariado Ambiental

Na Revista Compasso nª 51...




A Videoconferência - "No Trilho Certo" (Integral)

https://www.facebook.com/FraternidadeDeNunoAlvares/videos/288307359623658


BOA CAÇA



Criar Raízes X

Sem comentários:

 Videoconferência - "No Trilho Certo"

Voluntariado Ambiental


Realizou-se no passado dia 13 de fevereiro, a décima edição do Criar Raízes. Num formato diferente, este foi o momento das raízes se estenderem do Alvão para o mundo, num evento virtual e à distância, aproximando fraternos dos vários cantos do país, Espanha e até de Angola. O Longe fez-se Perto. O que era impossível, dada as condições que se vivem, tornou-se possível e, há mesmo quem diga que o cheirinho da Serra e da chouriça assada se sentiu em cada canto em que havia um fraterno ligado. O Criar Raízes, mostrou que realmente foram criadas raízes, e que estas estão por todo o lado. Foram mais de 90 os participantes nesta edição, que vibraram com cada recordação e ficaram entusiasmados com a perspetiva do regresso a este Reino Maravilhoso.


Paulo Teixeira, Presidente do Núcleo, brindou todos os presentes com um magnífico poema de Miguel Torga, e com as palavras do poeta, deu as boas vindas a todos os presentes. Depois de uma Avaliação Retrospetiva da Atividade, que arrancou algumas lágrimas de saudade, seguiu-se uma Avaliação Técnica por parte do Eng. Henrique Soares, ou simplesmente Henrique, que com a sua brilhante capacidade de comunicação, elucidou todos os presentes sobre a importância das várias atividades levadas a cabo em edições passadas. Foi bom percebermos que tudo aquilo que em vários fins de semana ao longo dos anos fomos fazendo nesta Serra, foi bem feito e começa a dar os seus frutos. Também percebemos que muito ainda há a fazer e que o caminho, faz-se caminhando! O David Loureiro, em nome do Departamento do Ambiente da FNA fez a avaliação das várias atividades em termos escutistas e lembrou todos os participantes das saudades que todos sentimos do salutar convívio e dos célebres enchidos típicos da região. Seguiram-se vários testemunhos. Testemunhos sentidos, divertidos, emocionantes e emocionados, que nos fazem ter a certeza de que o Escutismo e esta atividade em particular, está bem vivo dentro de todos.

Nas palavras da Eng.ª Isabel Freitas, recebemos agradecimento, gratidão e alento para tanto que há a fazer, e a certeza de que o Parque Natural do Alvão tem as suas portas sempre abertas à FNA.

O Sr. Professor José Maria Magalhães, em representação do Município, manifestou o seu entusiasmo por esta atividade, bem como por todas as outras atividades que o NCVR tem vindo a desenvolver.

Ao fim de quase três horas de videoconferência, chegou a altura das considerações finais e de apontar novos caminho, sentindo que estamos realmente “No trilho certo”.

Para terminar o evento, fomos brindados com umas breves palavras de D. António Azevedo - Bispo de Vila Real, conhecedor do Escutismo e da Fraternidade Nuno Álvares, deixando-nos vários apontamentos e reflexões, como por exemplo a importância do Escutismo no seu todo e em particular a Fraternidade Nuno Álvares.

E se esta Edição prometia, a forma como decorreu não desiludiu. Não tendo substituído a ida ao campo, o mexer na terra e o plantar árvores, esta partilha aguçou em cada um a vontade de deixar o Mundo um pouco melhor, um passo de cada vez, uma árvore de cada vez.

Depois de uma tarde cheia de alegria, emoções e saudade, fica a promessa de voltarmos. O Criar Raízes X, não acabou aqui. Isto foi só a 1ª parte… em breve, voltaremos. Uns no Alvão, outros no CEADA, outros na Serra da Estrela… fraternos por todo o lado, a levar as Raízes cada vez mais longe e mais fundo!

Boa Caça


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...